Inovação Consultoria

Canal de informação e conteúdo da Inovação Consultoria
Saiba mais
Sobre a Inovação
Assessoria em Licitação
Treinamentos e Palestras
Consultoria Empresarial

20
fev
2017

Comentário(s): 0

A Inovação Consultoria deu mais um passo no seu projeto de expansão neste mês de Janeiro inaugurando mais um escritório, agora na capital Paranaense - Curitiba!

A empresa que, desde 2005 tem sua matriz em Londrina-PR, iniciou sua expansão em 2013 com uma parceria para o seu primeiro escritório externo, na cidade de São Paulo. Em junho de 2014 ampliou sua atuação com um escritório parceiro na cidade de Arapongas-PR e em novembro de 214, inaugurou sua primeira Filial, na capital catarinense, Florianópolis.

Com estes 14 endereços a empresa aumenta sua atuação nestes mercados e, especificamente no serviço de Assessoria em Licitações passa a atender de forma presencial os 500 munícipios que compõem essas regiões, trazendo estratégia e maior competitividade para os seus clientes, que hoje já compõem 100 segmentos diferentes da Indústria e Serviços, distribuídos em 8 diferentes estados do país.

No mês de Janeiro a Inovação consolidou ainda mais seu projeto de franqueamento da marca já tendo duas confirmações de endereços, e inaugura ainda este mês duas unidades na Bahia (Salvador e São Gonçalo dos Campos) além de possiveis 10 novos endereços entre março e abril,  totalizando ao menos 16 endereços espalhados em 9 estados brasileiros.

Além disso a Inovação também possui uma rede de correspondentes que tornará possível a retirada de editais e a participação nas licitações em qualquer um dos 5.564 municípios do Brasil!

Em entrevista ao portal Inovação, o Diretor Executivo da Inovação Consultoria, Marco Antonio Cito, explica a expectativa com o escritório em Curitiba  e seus planos de expansão para 2017: o uníco setor positivo da economia no ano que passou foi o de Franquias. Errar menos, ganhar mais, investir com apoio e contar com uma consultoria que rende faturamento faz da Inovação uma excelente escolha para um novo negócio, explicou. 

Clique nas fotos para ampliar:

20
fev
2017

Comentário(s): 0

Entre os dias 07 e 08 de janeiro o nosso Consultor e Palestrante Marco Antonio Cito ministrou como parte do projeto de consultoria Inovação, treinamento de vendas, planejamento e estratégia para os novos comerciais da empresa Rayanna Alimentos.

A empresa Londrinense que atua há 10 anos no mercado, continua o seu projeto de expansão e conta com os serviços da Inovação para o planejamento e capacitação desde 2016.

Conheça mais sobre a Rayanna acessando www.rayanna.com.br.

Agradeços a preferencia e continuamos a disposição!

Clique nas fotos para ampliar:

20
fev
2017

Comentário(s): 0

A Inovação Consultoria continua firme em seu projeto de expansão. Em outubro foi a vez de inaugurar mais uma franquia, agora na cidade de Joinville - SC!

Os empresários Willian e Amanda Rech serão os franqueados da unidade Joinville. Consulte endereço da franquia em: http://www.inovesempre.com.br/faleconosco.phpaction=consultores&c=1359  

O projeto arrojado, dinämico e com um retorno sobre investimento de 6 a 8 meses somado ao serviço da Assessoria de Licitações que oferece uma competitividade sem igual aos clientes por estar fisicamente em 14 unidades do Brasil, foram algumas das razões do investimento do franqueado que, além da franquia em Joinville será sócio-parceiro de mais duas unidades da Inovação em SC nas cidades de Blumenau e Criciuma a serem inaguradas nos próximos meses.

A empresa que, desde 2005 tem sua matriz em Londrina-PR, iniciou sua expansão em 2013 com uma parceria para o seu primeiro escritório externo, na cidade de São Paulo. Em junho de 2014 ampliou sua atuação com um escritório parceiro na cidade de Arapongas-PR, hoje convertido em franquia. Em novembro de 214, inaugurou sua primeira Filial, na capital catarinense, Florianópolis.  Em março iniciaremos a operação na cidade de Salvador e São Gonçalo dos Campos, as primeiras na Bahia.

Com estes 14 endereços a empresa aumenta sua atuação nestes mercados e, especificamente no serviço de Assessoria em Licitações passa a atender de forma presencial os mais de 500 munícipios que compõem essas regiões, trazendo estratégia e maior competitividade para os seus clientes, que hoje já compõem 100 segmentos diferentes da Indústria e Serviços, distribuídos em 12 diferentes estados do país.

Além disso a Inovação também possui uma rede de correspondentes que tornará possível a retirada de editais e a participação nas licitações em qualquer um dos 5.564 municípios do Brasil!

Em entrevista ao portal Inovação, o Diretor Executivo da Inovação Consultoria, Marco Antonio Cito, explica a expectativa com a franquia em Joinville e seus planos de expansão para  2017: “Neste mês a empresa fará 12 anos e nada melhor para uma empresa que leva Inovação em seu nome do que assumir riscos calculados, ampliando sua visão de tornar-se referência em terceirização de departamentos de licitações, além de sua já conhecida expertise em vendas, comunicação e plano de negócios para abertura de novas empresas. Estamos otimistas com o crescimento das empresas de todos os tamanhos na participação das vendas para o governo e na consciência estratégica que este canal representa, afinal esse é um mercado de R$ 350 bilhões anuais e sem risco de inadimplência”, finalizou.

Confira os endereços da Inovação e inovesempre conosco:

http://www.inovesempre.com.br/faleconosco.php 

 

Clique nas fotos para ampliar:

20
fev
2017

Comentário(s): 0

A franquia Natal e a Rui Cadete contadores e consultores promoveu em parceira na tarde do dia 28 de setembro de 2016 a palestra O PREGAO ELETRONICO E AS LICITACOES: A TECNOLOGIA E A INOVAÇAO PARA SAIR DA CRISE E CONQUISTAR O MERCADO DE COMPRAS PUBLICAS.

Com conteúdo bastante esclarecedor, o consultor e diretor executivo da Inovacão, Marco Antonio Cito, da empresa Inovação Palestras, Treinamentos e Consultoria, orientou os empresários presentes sobre o mercado das compras públicas e as vantagens de participar de licitações - um mercado que em 2016 movimentou em torno de R$ 350 bilhões.

O consultor também falou sobre Lei de Responsabilidade Fiscal, as modalidades de licitação e as leis que regulamentam as compras públicas no Brasil, além de instruir sobre os principais portais para participar deste tipo de concorrência.

A Inovação Nacional e sua franquia em Natal agradece aos empresários pela importante participação e pelo interesse em busca de orientações sobre este mercado.

Clique nas fotos para ampliar:

19
jan
2017

Em:
Comentário(s): 0

Os principais líderes empresariais brasileiros estão otimistas em relação ao crescimento de seus negócios: 57% deles acreditam que o faturamento irá se expandir nos próximos 12 meses. O percentual é quase o dobro dos 24% que previam expansão dos negócios em 2016 e 19 pontos percentuais maior do que a média entre os cerca de 1.400 CEOs entrevistados no mundo. Uma maioria ainda mais expressiva (79%) prevê crescimento de receita nos próximos três anos. 

Os CEOs brasileiros também demonstram mais otimismo quanto ao cenário global de negócios. Quase a metade (43%) prevê crescimento econômico em 2017, 14 pontos percentuais a mais do que a média global de líderes (29%) que compartilha a mesma previsão. 

Os resultados da 20ª Pesquisa Global com CEOs da PwC revelam um cenário positivo também globalmente. Cerca de 50% dos CEOs afirmam estar muito confiantes em relação ao aumento das receitas de suas empresas no médio prazo (três anos) e 38% têm essa mesma perspectiva já para este ano, ante 35% no ano passado.

Para 90% dos CEOs brasileiros, a expansão dos negócios nos próximos 12 meses se dará por meio de crescimento orgânico, globalmente 79% planejam seguir esse mesmo caminho. A estratégia para ampliar resultados envolve ainda redução de custos, para 86% dos brasileiros e 62% dos líderes globais, e a formação de alianças estratégicas, 62% no Brasil e 48% globalmente. 

No Brasil, 45% dos líderes também pretendem investir em fusões e aquisições e 43% devem firmar parcerias com startups, ante 28% da média mundial. "O aumento do grau de confiança dos executivos brasileiros está bastante relacionado às perspectivas de retomada econômica do país", diz Fernando Alves, sócio presidente da PwC Brasil. "Mas aspectos menos positivos, como a carga tributária e a necessidade de investimentos em infraestrutura, continuam a ser fonte de preocupação para o empresariado", acrescenta. 

Questionados sobre quais países, excluindo o Brasil, são mais importantes para os negócios, 67% responderam Estados Unidos, 43% China e 26% Argentina, fato que reflete a retomada da confiança naquele país. Globalmente, os CEOs estão focando em um mix maior de países para fechar parcerias de negócios, ao invés de centrar esforços apenas em países emergentes como vinham fazendo há alguns anos. Nos próximos 12 meses, a maioria dos líderes empresariais pretende investir nos Estados Unidos (43%), China (33%), Alemanha (17%), Reino Unido (15%) e Japão (8%). 

Desafios Globais 

Em relação às principais ameaças ao desempenho dos negócios, 88% dos executivos brasileiros citam o excesso de regulação (ante 80% da média mundial), o aumento da carga tributária (86% e 68% respectivamente) e a falta de infraestrutura (81% e 54%). Também há temores em relação a outros aspectos que podem representar dificuldades para a expansão das empresas, como a falta de profissionais com competências-chave, mencionada por 69% dos executivos brasileiros (no mundo, essa é uma preocupação para 77% dos CEOs), a velocidade dos avanços tecnológicos (64% e 70%) e a entrada de novos concorrentes (55% e 58%). 

Globalmente, a pesquisa revela uma crescente preocupação com medidas protecionistas. Entre os entrevistados, 58% acreditam que já está mais difícil competir em nível global, devido a políticas nacionais mais restritivas. 

"Embora os CEOs estejam mais confiantes com as perspectivas de crescimento, eles revelam três principais preocupações: a adoção de estratégias de gestão de pessoas e de tecnologia para formar profissionais adaptados à era digital; a preservação da confiança nos negócios num ambiente de crescente interação virtual; e o maior engajamento da sociedade na busca de soluções colaborativas, para que a globalização beneficie a todos", destaca o chairman global do Network PwC, Bob Moritz. 

A PwC ouviu os maiores líderes empresariais do mundo a respeito dos impactos da globalização – há 20 anos, esse foi um dos principais temas da primeira edição da pesquisa. Ainda que reconheçam os benefícios obtidos, os CEOs questionam se houve algum efeito na redução da desigualdade e na mitigação dos efeitos das mudanças climáticas. Essa mudança de perspectiva fica evidente quando se compara os resultados da pesquisa com os da primeira edição, lançada em Davos em 1998. 

A globalização é vista por 60% dos CEOs como responsável por melhorar o fluxo de pessoas, capitais, bens e informações e 37% acreditam que ela permitiu o surgimento de uma força de trabalho mais educada e capacitada. No entanto, 44% dos líderes avaliam que o movimento não colaborou para diminuir a diferença entre ricos e pobres. 

Perfil da amostra: 

A pesquisa foi realizada entre setembro e dezembro de 2016. Foram entrevistados 1.379 CEOs de 79 países, da Ásia (36%), Europa (21%) e América Latina (12%), por meio on-line, postal, por telefone e pessoalmente. A amostra é composta por empresas privadas (57%) e companhias abertas (43%), com faturamento superior a US$ 1 bilhão (36%); entre US$ 101 bilhões e US$ 999 bilhões (38%) e menos de US$ 100 milhões (21%) e empregam entre 1.000 e 5.000 funcionários (36%). Dos participantes 3% ocupam o cargo de CEO há mais de 25 anos. A maior parte dos executivos está no atual cargo há até cinco anos (51%). Entre os profissionais que responderam à enquete, 43% têm entre 50 e 59 anos de idade, 6% têm menos de 39 anos e 7% possuem acima de 65 anos.

Fonte: www.bonde.com.br

Mais: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16